Almedina /

almedina

Património-Mundial

Em 22 de junho de 2013, a Universidade de Coimbra, a Alta e a Sofia foram integradas na lista de Património Mundial da UNESCO. Esta classificação diz respeito ao edificado, mas engloba também uma dimensão imaterial justificada pelo papel da Universidade de Coimbra como construtora e difusora, durante séculos, da língua e cultura portuguesas.
Sentimo-nos orgulhosos. Portugal tem outros locais notáveis classificados como Património da Humanidade, mas Coimbra, cidade fantástica e encantada, bem o merecia.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE ALMEDINA:

É uma das antigas freguesias que compõem a União de Freguesias de Coimbra, ocupando a sua velha Alta e parte da sua zona histórica. 

A actual zona de Almedina (antiga Sé Velha) teve a sua origem no “Plano de Redução, Supressão, Arredondamento e Erecção de Paróquias na Cidade de Coimbra e Seus Subúrbios” promovido pelo prelado diocesano, de acordo com o governador civil. O documento tratava de dar cumprimento à portaria régia de 20 de Janeiro de 1854, convertida em decreto régio publicado no “Diário do Governo” n.º 278, de 25 de Novembro de 1854. No seu artigo 3.º, eram assim definidos os limites da freguesia da Sé Velha: “Começa no Largo da Sé Velha e continua pelas ruas de Covas, de S. João, de S. Pedro, Arco da Traição, Estrada de S. Bento, pelo Arco de S. Sebastião, Estrada do Jardim, Bairro de S. José, Ladeira de S. José, Arregaça, seguindo pela estrada até à Azinhaga e porto que está defronte da Lapa dos Esteios, margem do rio, Portagem, Rua da Calçada, Arco de Almedina, Rua de Quebra-Costas, Largo da Sé Velha, tudo à direita. — Fica com 452 fogos”. 

Passa a ter a designação de Almedina por decreto de 7 de Junho de 1913, publicado no “Diário do Governo” de 11 de Junho do mesmo ano, ocupando praticamente a área das antigas freguesias de S. Pedro e S. Cristóvão, suprimidas por decreto régio de 1854. Ficou ainda com a zona limitada pelo Arco de Almedina, Quebra-Costas, Rua dos Coutinhos e Arco do Colégio Novo, que faziam parte da freguesia de S. Bartolomeu.


CARACTERIZAÇÃO FÍSICA:

Almedina era uma freguesia portuguesa do concelho de Coimbra, com 1,09 km² de área e 1 557 habitantes (2001). Densidade: 1 428,4 hab/km². Antigamente era chamada de Sé Velha.

A antiga freguesia de Almedina situa-se em pleno coração da zona histórica da Cidade de Coimbra. Entre a Baixa e a Alta (zona do Pólo I da Universidade de Coimbra). As ruas são estreitas e feitas em pedra do rio.

É nesta Freguesia que se situa a Sé Velha, local onde se costuma realizar a Monumental Serenata da Queima das Fitas.