Telas comVida

Mais uma vez o desafio foi lançado e a União das Freguesias de Coimbra e a Cris Anjinho deram vida a espaços da nossa cidade.

A ideia é, de casa, acompanharem-nos por espaços emblemáticos onde cuidadosamente foram “deixadas” telas que enriquecem e se enriquecem por existirem e fazerem parte do espaço direcionando-nos numa viagem.

Como explica João Francisco Campos, presidente da União das Freguesias de Coimbra “Não podemos correr riscos, mas não podemos nem queremos parar. Assim este desafio leva um pouco de pintura à cidade e da cidade a nossa casa, podendo ser visto do nosso ecrã em segurança e, em tempo de desconfinamento, regressamos às comemorações dos 900 anos de Almedina.

Começámos junto à entrada do Patio das Escolas, descemos para a Portagem, parando no Governo Civil, e avançámos para a porta da Cidade – Torre de Barbacã. Subimos e deixamos que a Torre de Almedina nos abraçasse, rumámos ao Palácio de Sub-ripas, à Torre do Anto e acabamos pedindo guarida à Sé Velha.

“Penso que conseguimos passar para o ecrã, não só as telas na sua imagem e dimensão real, mas também a riqueza do que as envolve, como a história dos espaços, os sons, a vida que as acolhe chegando quase a conseguir sentir os diferentes cheiros dos locais onde estão” diz Cris Anjinho a autora das 12 obras.

No âmbito das comemorações dos 900 anos da Almedina, e porque o tempo é para desconfinar mas sem correr riscos, lançamos o convite que nos acompanhem e que se divirtam.

Sem comentários

Comments are closed.