PROPOSTA DE NOME PARA A VIA CENTRAL

Por proposta do Presidente da União das Freguesias de Coimbra, João Francisco Campos, foi aprovado por unanimidade em reunião de executivo, e por maioria, em Assembleia de Freguesia, a proposta de solicitar à Câmara Municipal de Coimbra que João Calvão da Silva fique imortalizado na futura Via Central que se passaria a chamar Avenida Professor Doutor João Calvão da Silva, numa justa homenagem a um académico brilhante, um político por devoção e um amigo da cidade.

João Calvão da Silva merece que Coimbra o imortalize com esta homenagem após o seu recente falecimento no passado dia 20 de Março.

Nasceu em Trás-os-Montes, numa pequena aldeia de Montalegre no seio de uma família humilde. Aluno brilhante desde bem novo, aos 12 anos bateu à porta do Mosteiro de Singeverga, em Santo Tirso, com o objectivo de seguir a via monástica e prosseguir os estudos. Quatro anos depois foi para Lamego onde fez o liceu, no Colégio da Ordem Beneditina, ingressando a seguir na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, terminando a licenciatura em 1975, durante o Verão quente, tendo-se doutorado em 1990, também em Coimbra.

Professor catedrático da Faculdade de Direito desde 2003, foi um jurisconsulto reconhecido e um professor acarinhado pelos seus alunos.

Entre 1985 e 1992, foi presidente da Comissão de Fiscalização da TAP e nos anos de 1992 a 1995 foi membro do Conselho Superior do Ministério Público, tendo também integrado o Conselho Superior da Magistratura, até 2009.

João Calvão da Silva foi deputado à Assembleia da República, eleito pelo círculo de Coimbra, entre 1995 e 1999. Desempenhou funções como secretário de Estado Adjunto de Carlos Mota Pinto, então vice-primeiro-ministro, entre 1983 e 1985 e mais recentemente como ministro da Administração Interna em 2015.

Não era um filho de Coimbra, mas sentia-a como sua, tendo nela constituído família e criado os seus três filhos, foi mais um, entre tantos outros, que a acolheu como sua, que a defendeu e nela sempre acreditou.

O presidente da União das Freguesias de Coimbra irá, na próxima Assembleia Municipal de Coimbra, apresentar esta proposta em nome da União das Freguesias de Coimbra com a certeza que Coimbra, através deste orgão representativo dos seus cidadãos, saberá honrar um dos seus melhores.